30 de abr de 2010

Artesanato passo a passo

Nada de básico...

Transformei uma havaiana normal em uma havaiana
com cara de havaiana mesmo!

Uma vez li no livro:
" Mulheres: por que Será que Elas...?
de Leila Ferreira, onde ela diz:

Por que as mulheres hidratam os cotovelos? Por que insistem em usar roupas com botões nas costas? Por que enlouquecem diante de sapatos e bolsas? Porque confiam tanto na astrologia e no tarô? Por que acham normal fazer quatro coisas ao mesmo tempo? Por que confundem magreza com felicidade? Por que fazem tão pouco o que querem, preferindo fazer tudo o que acham que os homens querem?

Adorei a parte que ela diz : "Como uma mulher que conhece 16 tons de azuis irá se contentar
com um pretinho básico?

Por esse motivo acabo de transformar a minha havaiana básica em uma havaiana totalmente colorida".


                 Ficou linda.


28 de abr de 2010

Faz apenas o que amas e serás feliz.

                                        Li isso no site: http://amoretluxprp.blogspot.com 
                         e resolvi trazer pra cá

Aquele que faz o que ama, está benditamente condenado ao sucesso, que chegará quando for a hora, porque o que deve ser será, e chegará de forma natural.
Não faças coisa alguma por obrigação ou por compromisso, apenas por amor.
Então terás plenitude, e nessa plenitude tudo é possível sem esforço, porque és movido pela força natural da vida.



7 passos para você fazer o que ama (o mundo precisa disso)














As grandes mudanças ocorrem quando as pessoas estão profundamente apaixonadas, e tem um grande amor pelo que fazem.
Se deseja fazer alguma diferença no mundo, a única e mais importante coisa que você pode fazer é escolher conscientemente e deliberadamente trabalhar naquilo que você é apaixonado.
Nenhuma outra escolha terá um maior impacto no planeta, ou em sua vida.


Se o seu trabalho é chato, você provavelmente não causará muito impacto.
Você pode até oferecer algum valor para as pessoas.
Suficiente para pagar seu aluguel, suficiente para sobreviver.
Mas não provocaria mudanças.
E certamente não inspiraria outras pessoas.
Se o seu trabalho é chato, as chances são de você fazer só o suficiente para não ser demitido.
Mas se o seu trabalho instiga você, o mantém motivado até tarde da noite, e te completa, você fará mais. Você se entregará completamente.
Investirá todo seu tempo nisso, com mais energia, mais paixão.
Porque vale a pena.
É gratificante.
As grandes mudanças ocorrem quando as pessoas estão profundamente apaixonadas, e tem um grande amor pelo que fazem.
No fim do dia pensará: “Meu tempo foi bem gasto hoje.”
Portanto, a verdadeira questão não é se deve ou não fazer o trabalho chato ou passional.
A questão é como começar.

Os 7 passos para começar a ser pago para fazer o que ama:
1. Encontre sua paixão
    Isso é sobre o seu grande amor, e que o faz vivo. Para começar, pergunte: “Pelo que eu sou louco?”    
    “Sobre o que eu poderia falar por horas?” e “O que eu faria de graça?
2. Encontre seus pontos fortes
    O que estamos procurando são coisas em que você é naturalmente bom, e que te acompanham desde o   
    nascimento. Isto é sobre a contribuição dos seus dons para o mundo. Pra começar, procure seus amigos,
    família ou colegas e pergunte a eles três coisas em que você é naturalmente talentoso.
3. Encontre seu valor
    Encontrar a intersecção entre o que você é bom e o que as pessoas estão dispostas a pagar a você é o
   que fará toda a diferença. Se você não encontrar uma forma de ser pago para fazer o que ama, os
   próximos passos não serão muito úteis. Então vale a pena gastar algum tempo para descobrir isso. Pra
   começar, pense sobre os benefícios que você dará as pessoas contribuindo com seu valor. Procure por
   necessidades reais das pessoas, e que tenham relação com o valor que você está oferecendo.
4. Comprometa-se
    Eu acredito, que mais do que qualquer outra razão, as pessoas falham no caminho do sucesso quando
    não se comprometem. Pensar “eu não sei” ou “talvez um dia” não levarão você ao ponto de fazer o que
   ama para viver. É preciso um forte comprometimento para fazer essa mudança em si mesmo. Em vez de
   pensar “Eu não sei”, pense “Eu vou descobrir”. Lembre-se, grandes jornadas começam com o primeiro
   passo.
5. Permita que aconteça
    Por mais que você queira fazer essa mudança em si mesmo, pode ser difícil abandonar velhos padrões de
    pensamento e comportamento. Geralmente pensamos que “trabalho não deve ser divertido” ou que
   “devemos suportá-lo”. Derrubar estas crenças pode ser difícil, mas avançar em uma nova direção com
    certeza vale a pena.
6. O que você abandonará?
    Você pode estar pensando que não tem tempo para encarar uma nova empreitada, e você está certo.
    Você não terá tempo até que você arrume tempo. Há muitas coisas que colocamos em nossas agendas
    que achamos que temos que fazer. Mas na verdade, nosso mundo não desmoronaria se escolhessemos
    fazer outra coisa. Faça uma lista de todas as atividades que consomem seu tempo e que serão
    abandonadas para que você tenha o tempo suficiente para a nova jornada.
7. Você dirá Sim a si mesmo?
    Você pode querer se tornar um escritor, dentista, conselheiro, pintor ou palestrante. Se você sabe que é
     isso que pretende fazer e que dará significado a sua vida, então permita ser assim chamado, mesmo não
    estando ainda estabelecido. Mesmo se você não faça disso uma profissão em tempo integral. Abrace sua
    paixão, completamente e sem reservas.

Embora haja mais em sua jornada do que esses sete passos, este será um grande começo. Clareza e compromisso são os maiores passos, o resto é fácil. Um passo de cada vez.

Você chegará lá. Ninguém poderá impedi-lo se você realmente desejar algo.
E lembre-se, o mundo precisa que você faça o que ama. Nada mais pode gerar mudança, ou ter um impacto maior.

Ps.: Sábias palavras! Esses são os ensinamentos que eu quero passar para os meus
       filhos,  para que eles se tornem profissioais realizados e felizes. 

Nem Freud Explica! - 28/04

Quem nunca ouviu essa frase?  "Nem Freud Explica..."

Pois é, essa é uma pergunta que eu sempre fiz quando adotamos um gato e demos a ele o  nome de Freud. Eu  sempre dizia "Nem Freud explica eu pegar um gato", tinha arrepios, quando ele se aproximava de mim, ficava brava com ele sempre que ele subia nos móveis e na cama, até que... ele passou a se comportar ficando sempre deitado no tapete para poder estar perto da gente. Assim ele foi me conquistando e conquistanto a todos lá de casa. Engraçado, eu nunca gostei de gato  e de repente estava  vivendo e convivendo com um durante cerca de 3 anos, até que...misteriosamente ele desapareceu lá de casa. Sim ele desapareceu misteriosamente...isso aconteu à 03 semanas,  deixando saudades.

O pior  dessa estória é que eu ja procurei por toda a casa, sótão, etc. não tenho mais onde procurá-lo, acho difícil, pois os gatos são tão independentes, eles vão e voltam quando  bem querem, mas eu tenho certeza de que ele não voltou por que algo aconteceu com ele.

Agora mais uma vez eu digo: Nem Freud Explica o seu desaparecimento.

Que peninha eu ja gostava dele!

16 de abr de 2010

Aproveitando as oportunidades

Coragem não faltou, o resultado esta aí!

No dia das mulheres, minha academia ofereceu
de presente às mulheres uma "Secção de Fotos em Studio"
 Eu  topei fazer as fotos... e adorei.
Aproveito para publicar a minha
foto preferida.

Feito por encomenda

Bandeira do Brasil Estilizada

Esse quadro me foi encomendado para decorar a casa de um
 Adido Militar da Embaixada dos Estados Unidos.
Eles ainda não viram, espero que aprovem.
Pra mim será uma grande honra.

5 de abr de 2010

Shopping Iguatemi - Brasília-DF

Tenho a impressão de estar mais perto de Campinas

Shopping Iguatemi  agora em Brasília, isso me lembra Campinas, todas as vezes que vou
a Campinas dou uma passadinha por lá, esse Shopping é tudo de bom e para minha alegria
o Shopping vem todo ornamentado com orquídeas naturais.
Não resisti e acabei fotografando.




Orquídea - Um grande presente.

                                                 SIMPLISMENTE MARAVILHOSA!

Foi uma grande surpresa, ela apareceu sem que eu
 me desse conta, as chuvas de março e agora de abril contribuiram
para isso acontecer.
Muito linda!